Segurança predial: dicas importantes para proteção - Grupo CoopServices
Medidas para manter a segurança do seu imóvel
20/04/2018
Exibir tudo

Segurança predial: dicas importantes para proteção

A segurança é um dos quesitos mais importantes para as famílias Créditos da imagem: pexels.com

Quando as pessoas começam a planejar a compra de um imóvel, muito quesitos são levados em consideração. Durante uma busca através de uma rede de imóveis, detalhes como a localização, preço, tamanho são levados em consideração.

Porém, um dos quesitos que mais pesa na hora da decisão é a segurança. Por esse motivos casas ou apartamentos em condomínio fechado são as opcionais que mais atraem os clientes.

Pelo ambiente de tranquilidade que os novos condomínios estão proporcionando para os clientes, os investimentos em tecnologia estão cada vez mais em alta no setor. Para garantir a proteção, dispositivos dos mais variados tipos são instalados dentro e fora das construções para garantir um sono tranquilo para os moradores.

As novidades no setor de segurança predial atingem não só os imóveis residenciais como comerciais. A vigilância monitorada é a principal necessidade dos contratantes desse tipo de serviço.

Porém, para que tudo funcione da forma mais eficaz é preciso uma colaboração entre os moradores/comerciantes e os dispositivos utilizados para garantir mais segurança

Para você entender melhor como funciona a segurança predial, separamos algumas dicas fundamentais para você conhecer melhor essa interação que garante mais tranquilidade para sua residência ou comércio.

A interação entre as pessoas e a tecnologia precisa funcionar

Depois de escolher um local para morar e comprar apartamento em Curitiba, é preciso ficar atento as regras do condomínio.

Para que o sistema de segurança funcione de forma harmoniosa, é preciso que todos sigam as regras. Não basta instalar os melhores dispositivos capazes de monitorar o ambiente se as pessoas não trabalharem em prol dessa meta.

Os funcionários e moradores do condomínio precisam seguir os protocolos para garantir que os dispositivos tecnológicos irão funcionar da forma como são programados.

Estabelecer normas e padrões para abertura e fechamento dos portões é uma maneira de melhorar a segurança em um condomínio. Porém, é preciso que os moradores e funcionários sigam a risca as recomendações para que as falhas não se tornem pontos de perigo para todos.

A maioria das situações de vulnerabilidade registradas em condomínios são causadas pelas falhas humanas. Portões abertos, condutas que não visam a segurança, falhas de acionamento do sistema, entre outras situações.

A segurança de um prédio é conjunta

Viver em um condomínio fechado requer do morador o pensamento em conjunto, na vida de todos ao mesmo tempo.

Por exemplo, é um erro pensar que basta escolher uma das coberturas a venda para achar que estará seguro, por estar no último andar. O morador corre os mesmos riscos que os seus vizinhos, por isso precisa ter cuidado tanto quanto os demais.

Todo empreendimento imobiliário já é entregue com um sistema de segurança previamente traçado, entendendo que esse é um quesito que não pode ser pensando posteriormente.

A operacionalização do sistema e o melhoramento das ferramentas é feito com periodicidade pela administração. Porém, é preciso atento para treinamentos e funcionalidades do sistema que tornam as rotinas mais naturais para os moradores e funcionários.

É impossível pensar na segurança de apenas um morador, é preciso uma colaboração conjunta para que tudo funcione em harmonia. Quando se trata de segurança, apenas um descuido pode causar problemas graves.

10 dicas de segurança para os moradores

Alguns hábitos seguros devem ser incorporados na rotina das pessoas. É preciso estar atento com a segurança não somente quando se está em casa, mas em todo lugar. Os índices de violência são crescentes, e a segurança parece algo cada vez mais distante, não somente mais nas cidades grandes.

1. Cuidados ao acessar o condomínio

Para garantir a segurança dos moradores é preciso que os funcionários exerçam suas atividades da melhor maneira possível. Por isso, respeite as regras. Uma das dicas mais básicas está em abaixar os vidros do carro, desligar os faróis e ligar a luz interna do veículo para ser identificado na hora de entrar no condomínio.

2. Cuidado com as portas

Mesmo que você vá somente passear com o cachorro, mantenha as portas do seu apartamento fechadas. Essa dica vale principalmente se não tiver ninguém em casa. Não facilite!

3. Não atrapalhe os funcionários

As rotinas são implantas para que não haja falhas. Por esse motivo, não tire o funcionário da sua função para atender alguma necessidade particular. Se a execução do serviço não ocorrer da maneira prevista, falhas podem acontecer.

4. Entrada de terceiros

A comodidade de receber a pizza na porta do seu apartamento, em frente ao seu bloco, pode ser a melhor coisa para você não precisar sair de casa. Porém, é preciso estar ciente que a circulação de pessoas de fora dentro do condomínio propiciam situações de vulnerabilidade. Portanto, para sua segurança e dos demais moradores, vá até a portaria para receber suas encomendas.

5. Os visitantes precisam ser autorizados

Essa pode ser uma das regras mais complicadas quando o condomínio é grande. A identificação dos visitantes pode ser demorada, mas é uma ação necessária para garantir a segurança dos moradores. Todas as pessoas que circulam pelo condomínio devem ter suas identidades registradas.

6. Atenção na entrada e saída

Fique atento a movimentação na entrada do condomínio. A presença de veículos ou pessoas em atitude suspeita devem ser comunicadas as autoridades policiais.

7. Não deixe objetos na portaria

A portaria não pode ser uma extensão da sua casa. Não deixe suas chaves ou objetos pessoais com os funcionários para evitar transtornos.

8. Não fale demais e desperte a curiosidade

Falar da sua vida pessoal pode não ser recomendado em diversas situações. Mas quando se trata de um condomínio, em que as pessoas podem competir e concorrer uma com as outras, evite falar da sua vida pessoal e financeira para não despertar o interesse e atitudes maldosas.

9. Cuidado com objetos no carro

Não deixe objetos de valor ou as portas e janelas abertas do seu carro. Mesmo dentro do condomínio acione o alarme e seja precavido.

10. Siga as regras e exija que elas sejam seguidas

Evite quebras as regras da segurança do seu condomínio e se identificar falhas por parte dos funcionários repreenda para que não ocorram falhas.

Gostou deste artigo sobre a segurança predial? Então aproveite e compartilhe com os seus amigos através das suas redes sociais.